Posts Tagged ‘reflexão’

novo2008.jpg

É dezembro. Mês do Natal, de férias, de presentes, comidas e aumento na balança. O centro parece ainda mais cheio, a cidade mais agitada e o trânsito engarrafado de um jeito que parece nunca acabar. As pessoas ficam mais amorosas e, ao mesmo tempo, mais estressadas. Tudo brilha na cidade. As luzes se multiplicam e as árvores também. O vermelho e o verde viram cores predominantes em qualquer lugar que se vá.

Será chegada a hora de fechar para balanço? Refletir sobre o ano que passou, pedir pelo que se aproxima, fazer planos? Ver o que valeu a pena, repetir em 2008 o que foi de positivo em 2007? Mudar o que foi negativo? Evoluir? Apagar o que ficou para trás, esquecer os problemas e o que não deu certo? Pedir perdão? Perdoar? Será?

Parece banal. Todo mundo acha que Natal é a época dos bons sentimentos, de se arrepender das atitudes negativas e deixar brotar dentro do peito a sementinha do amor. Eu não penso assim – não exatamente. O que acredito é que devemos ter esses tais bons sentimentos durante todo o ano (mesmo que vez ou outra, os maus também façam parte do nosso dia-a-dia). Mas não nego, acredito piamente na hipótese de que se não conseguimos expressar o que sentimos e o que almejamos durante o ano, o Natal é a oportunidade perfeita. Talvez pelo próprio espírito natalino, talvez pelas raízes religiosas que existem dentro de mim.

Falo isso não por sentir que preciso rever meus sentimentos, pedir perdão a alguém. Falo porque sinto. Sinto que, realmente, é chegada a hora de festejar. Festejar um ano abençoado que já está indo embora – o que é uma pena – e esperar que o próximo venha tão cheio de realizações quanto este. Desejar que 2008 seja mais positivo do que negativo, mais alegre do que triste, mais rosa do que azul… repleto de coisas boas!

2007 tinha tudo para ser escuro, um ano cheio de tristezas e mágoas dentro do coração. A começar pelo 7 – não sei porquê, tenho certa implicância com este número. E parece que para algumas pessoas, realmente foi assim: negro, nublado, cheinho de maus pensamentos e comportamentos. Para mim, talvez. 2007 começou ruim, piorou um pouco, mas acabou tomando um rumo completamente diferente. Fez-me conhecer pessoas novas, reaproximar das velhas, apaixonar por alguém incrivelmente especial. Fez-me perdoar e esquecer o que passou e, o melhor, seguir em frente.

Por isso, entro o último mês do ano de 2007 com a cabeça erguida, certa de que o melhor foi feito. Se foi triste, doloroso e até difícil ficar sem determinadas pessoas, foi gratificante aprender andar sozinha, lidar com meus erros e defeitos, perdoar alguém, me perdoar e acreditar, que em 2008, tudo poderá ser diferente. E para você também pode ser assim, basta querer. Fez de seu 2007 um poço de amarguras? Mude. Fizeram do seu ano algo para nunca mais lembrar? Apague. Errou, pisou na bola e quer mudar? Aproveite. Acha que fez tudo certo e, ainda assim, sente que não está 100%? Complete. Ainda dá tempo! Mas corra, pois 2008 está aí! Afinal, dezembro é o mês do Natal e de tantas coisas mais, inclusive, da esperança!

===============================

O que você entende por indagar?Vá pensando… = Meu nome é Mara, sou estudante de jornalismo. Gosto muito de ler e escrever e a maioria dos meus textos falam sobre reflexões acerca da vida e o comportamento humano – mais precisamente dos que se assemelham aos meus. “Como assim, a Cíntia vai passar um tempo fora e me deixa uma coluna de auto-ajuda em seu lugar?”. Não é nada disso! A INDAGAÇÕES – aqui no 25centavo todas as quartas – servirá como um ponto de encontro daqueles internautas que se interessam pelas questões femininas, masculinas, animalescas, infantis, extraterrestres e tudo mais. Basta indagar e aguardar, que logo você se identificará com algo do universo em que vive.Ah sim, aos desavisados, vale lembrar: indagar significa perguntar, pesquisar, procurar descobrir. A função da nossa coluna? Indague!

Deus castiga!